O que é e como fazer foreshadowing? 5 Dicas para autores.


Você já deve ter visto essa palavra em guias de escrita, mas entendeu bem o que ela significa? Foreshadowing não é uma técnica complicada. Na verdade, você provavelmente tem feito foreshadowing instintivamente nas suas narrativas. Mesmo assim, algumas dicas e uma melhor definição do conceito podem ajudá-lo a ser mais objetivo durante a escrita.


Definição de foreshadowing:


Fore: antecede + shadow: sombra


Um aviso ou indicação de um evento futuro. Na sua narrativa, é aquela dica, sutil ou não, que você planta na história, sobre algo que vai acontecer mais para frente.


Exemplo: No começo da história sua prota está comemorando o aniversário de casamento, onde vai cortar um bolo feito pelo marido, onde os nomes deles estão escritos com pasta americana. Na hora de cortar, ela desliza a faca (pontuda, grande) suavemente entre as letras que compõem o nome do esposo. Mais para a frente, ela vai matá-lo.


O foreshadowing cumpre duas funções importantes, e cabe a você escolher o propósito de cada beat de foreshadowing na historia. É isso que definirá o nível de sutileza que você usa nesse beat:


1 - Ele cria expectativa, quando você deseja que ele crie uma expectativa.


ou


2- Ele torna eventos mais verossímeis. é o foreshadowing bem feito que faz com que o seu leitor pense "ahh... como eu não percebi antes?!" quando você revela uma surpresa. Sem o foreshadowing, essa surpresa parecerá um mandrakismo, uma solução "tirada do nada".





5 Dicas para foreshadowing:


  1. Lembre-se que é muito mais fácil fazer foreshadowing depois que terminar o first draft. É no processo de reescrita e autoedição que você vai sacar exatamente onde implantar cada beat de foreshadowing.

  2. Use uma metáfora. Por exemplo, você pode indicar o que vai acontecer com um personagem mostrando isso anteriormente, com um animal ou objeto que simbolize esse personagem. Uma aliança simboliza um casamento -> faça algo acontecer com ela.

  3. Só faça foreshadowing de coisas importantes. Nem tudo o que acontece de surpresa na sua história precisa de foreshadowing. Guarde-o para grandes revelações ou plot twists.

  4. Faça foreshadowing sobre a índole de um personagem usando palavras que criam sensações boas ou ruins. Por exemplo, todas as vezes em que um personagem descrever a "mocinha" (que no final será uma vilã, no tropo "evil all along"), pode fazer comparações com coisas perigosas, tipo "beleza afiada", "cabelos que lembravam lava" etc.

  5. Lembre-se que o leitor não vai sacar o foreshadowing na hora em que ler, e sim, só quando a surpresa for revelada. É nesse momentos que ele irá lembrar das dicas que você deu e pensar "eu deveria ter percebido antes". No entanto, você pode criar um beat de foreshadowing para criar uma expectativa que irá reverter mais para frente, quase como um arenque vermelho, só que mais sutil.

Saiba mais sobre foreshadowing, cliffhangers, plot twists, arma de Tchekhov, MacGuffin, ticking clock e outras técnicas (e como usá-las, na prática) no Curso BOLD. + 170 alunos no primeiro ano e todas as aulas avaliadas com 5 estrelas. São mais de 130 videoaulas, material exclusivo em PDF, quizzes online e a segurança e praticidade da plataforma Hotmart.









5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo