top of page

Como ser um ghostwriter no Brasil?

Atualizado: 20 de dez. de 2023

Ghostwriting (pode ser escrito junto ou separado) é basicamente escrever o livro de outra pessoa. Se você já leu uma biografia, livro de autoajuda ou livro técnico, provavelmente já leu uma obra escrita por um ghostwriter, sem saber.


O que acontece é que profissionais de diversas áreas, como atletas, psicólogos, nutricionistas e empresários, têm vontade de escrever seus livros, mas não têm nem tempo nem expertise para isso. Entra o ghostwriter - um escritor profissional que reunirá informações em colaboração com esse profissional para escrever o livro desejado.


O que um ghostwriter escreve?


Em geral, livros de não-ficção, como biografias, autobiografias, livros de memórias, autoficção, livros de autoajuda ou autoaperfeiçoamento, livros técnicos, espirituais e religiosos, livros empresariais etc.


Por exemplo: uma bailarina quer escrever um livro sobre sua carreira, os melhores e piores momentos, enquanto fala sobre seu amor por balé. Isso seria um livro de memórias.


Uma empresa quer comemorar seus 20 anos no mercado com um livro comemorativo, de luxo, para presentear aos funcionários e diversos parceiros. Seria uma biografia empresarial.


Um guru do marketing digital quer condensar seus conhecimentos num livro que reúne suas técnicas com a história de sua vida. Isso seria um livro de empreendedorismo.


As possibilidades são muitas.


Um ghostwriter ganha bem?


Um ghostwriter bom e sério ganha muito bem. Eu ganhei mais em UM único projeto de ghostwriting do que com as royalties de 12 livros de ficção ao longo de dez anos.


Por livro, um ghostwriter cobra entre 30 e 50 mil reais. Se ele for organizado e trabalhador, consegue fazer até 4 projetos por ano (eu mesma já cheguei a fazer 6 em um único ano). Faça as contas.


O que uma pessoa precisa saber para ser um ghostwriter?


A pessoa precisa ter um amplo conhecimento de escrita. Saber não apenas escrever MUITO bem, mas conhecer diversos tipos de narrativas, ter bastante familiaridade com livros de não-ficção (ou seja, repertório) e saber como estruturar narrativas, além de um excelente português e muita organização mental, afinal, boa parte do trabalho é organizar ideias.


Que outras habilidades ajudam no trabalho?


Empatia. Conseguir se colocar no lugar do seu cliente é fundamental para escrever por ele.


Organização. Saber organizar seu tempo, arquivos, informações, datas etc é de extrema importância.


Humildade. Você talvez tenha que ver um livro escrito por você na lista de bestsellers, sabendo que nunca poderá contar a ninguém que escreveu o livro. Você terá que anular a sua voz para poder escrever na voz do outro. Isso exige humildade.


Conhecer o mercado editorial. Não se engane: muitos dos seus clientes vão precisar entender esse mercado, e quanto mais você souber, melhor ghostwriter será.


Há demanda para esse tipo de trabalho?


Para ter uma ideia, eu recebo mais de 10 contatos de interessados por semana. Embora tivessem me dito que eu faria, provavelmente, só um livro por ano, em menos de 3 anos eu já fechei 12 contratos, tendo que recusar diversas oportunidades por falta de agenda.


Dê um passeio por qualquer livraria. Você verá que a maior parte dos livros mais vendidos são os da categoria de não-ficção. Observe quantos livros sobre artistas, empresas, nutrição, exercícios, mentalidade e empreendedorismo estão sendo vendidos. Quase todos foram escritos por ghostwriters.


Cada vez mais, os profissionais precisam afirmar sua autoridade em determinado nicho. Cada vez mais, as pessoas procuram ghostwriters e não encontram, porque há poucos no mercado. Recentemente, recusei um contrato dos sonhos porque não posso mais pegar projetos este ano e adivinhe só? Eu não tinha nenhum ghostwriter para indicar!


Como começo?


Sem firulas: comece pelo meu curso.


Comecei essa carreira em 2020, com um curso que me ensinou apenas 5% do que eu precisava saber para me tornar uma ghostwriter. Apanhei muito no começo, para entender como captar clientes, entrevistá-los, organizar as informações que eles passavam, estruturar os livros de acordo com cada caso, e entregar um produto que excedia expectativas.


Depois do sucesso do meu curso para escritores de ficção, o BOLD, que conquistou só avaliações 5 estrelas em 3 anos no mercado, e mais de 250 alunos, montei um curso com as mesmas características, para quem quer se tornar ghostwriter:


  • Abordagem direta, franca e sem enrolação;

  • Ghostwriting de ponta-a-ponta, ou seja, desde a divulgação do próprio trabalho até a entrega do livro para a gráfica;

  • Questões como mentalidade, ética, sigilo e como lidar com os clientes;

  • Contratos, comunicação para captação de clientes, orçamentos, estruturas de livros etc;

  • Aulas organizadas, legendadas, em vídeo, com material de apoio;

  • Acesso vitalício;

  • Flexibilidade: você estuda onde, quando e como quiser.


Quero fazer!


O curso já está disponível no Hotmart e começa em fevereiro de 2024. Haverá um excelente desconto para quem se inscrever em dezembro de 2023, então sugiro que aproveite até 31/12/2023 para pagar com R$ 400 de desconto: clique aqui para conhecer o curso no Hotmart.


Conquiste sua liberdade financeira e geográfica em 2024! Seja um ghostwriter.


Como tiro dúvidas sobre o curso?


Só mandar um e-mail para claudoooca@gmail.com.







156 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page